domingo, dezembro 23, 2007

Estou...


Alguém falava em parar, pensar, mimar... coisas difícieis estas quando o alvo somos nós mesmos! Fácil é chegar a outro e dar um abraço, difícil é chegar a outro e pedi-lo...mesmo que gratuito e com 100% de certezas que será aceite e sabe TÃO bem!

Há alturas em que o rodopio da vida atropela o que de pequeno mas imprescindivel ela tem... nós mesmos! Deixa-nos perdidos no meio de dias, de horas, de papeis, de preocupações, de mensagens e um relógio que corre sem dó nem piedade e... sem nunca esperar por nada nem ninguém!

Questinam quando parar! Eu questiono se parar será, para já o acto indicado! Nem sempre parar e pensar é o acto correcto, nem sempre ajuda ou faz bem... parar pode prender e ficar preso não ajuda! Há momentos em que o melhor mesmo é deixar que a corrente vá correndo, indo subtilmente chamando com um olhar um abraço, deliciando a vida com um sabor mais doce, conversando, correndo contra o tempo por coisas importantes, por pessoas e momentos únicos.

Descobri que nem sempre o parar é bom! Há que saber quando é que isso faz sentido! Quando é que faz bem! E ... preciso reaprender a dar-se tempo a si mesmo ... redescobrirmo-nos em nós mesmos... xiça, é difícil!

Seguir e deixar ver no que dá, quando sentir necessidade deparar... deixar tudo de lado e dar tempo para ouvir e seguir por onde me leva a alma, a razão, o coração... Deus!

Agora deixar que o Natal/"Aquela voz" venha na ponta dos pés segredar-me ao coração "É Natal em ti!"


4 comentários:

ines disse...

Quando menos esperares vai ser Natal...

mp disse...

Acredita..
NO NATAL...TODA A GENTE PARA!!!


e mais outro ABRAÇO=)

ceci disse...

E deixo-te o abraço que gostava de porder dar-te! ;)

Maria disse...

Muito mais do que uma data convencional, o Natal é uma festa de sentimentos e de sentidos.

Por isso segredo-te eu na paragem de um abraço:
"È Natal em ti sim" =)